quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

O Evangelho do Dia - 13/02/2014

Ano A - DIA 13/02

A grande fé da cananeia - Mc 7,24-30

Jesus saiu dali e foi para a região que fica perto da cidade de Tiro. Ele entrou numa casa e não queria que soubessem que estava ali, mas não pôde se esconder. Certa mulher, que tinha uma filha que estava dominada por um espírito mau, ouviu falar a respeito de Jesus. Ela veio e se ajoelhou aos pés dele. Era estrangeira, de nacionalidade siro-fenícia, e pediu que Jesus expulsasse da sua filha o demônio. Mas Jesus lhe disse: 
- Deixe que os filhos comam primeiro. Não está certo tirar o pão dos filhos e jogá-lo para os cachorros. 
- Mas, senhor, - respondeu a mulher - até mesmo os cachorrinhos que ficam debaixo da mesa comem as migalhas de pão que as crianças deixam cair. 
Jesus disse: 
- Por causa dessa resposta você pode voltar para casa; o demônio já saiu da sua filha. 
Quando a mulher voltou para casa, encontrou a criança deitada na cama; de fato, o demônio tinha saído dela.


Leitura Orante

Oração Inicial


Ao nos encontrar aqui, na rede da internet, recordamos o que disse Bento XVI, 
ao abrir o ano paulino(2008):
"Cristo atrai-nos continuamente para dentro do seu Corpo". 
Todos e todas fazemos parte deste Corpo, 
em que Cristo é a Cabeça.
Invocamos o Espírito Santo para que 
nos mostre a Verdade que liberta:
A ti, Espírito santificador, 
consagro a minha vontade; 
guia-me na vontade de Deus; 
ampara-me no cumprimento dos seus mandamentos 
e dos meus deveres. 
Concede-me o dom da fortaleza e o santo temor de Deus.!

1- Leitura (Verdade)


- O que a Palavra diz? Leio na Bíblia, Mc 7,24-30.
Jesus buscava em Tiro um espaço de recolhimento para dedicar-se à formação dos seus discípulos. Chegou a uma terra pagã, mostrando que para ele a discriminação racial ou religiosa não existe. Ao rejeitar de forma dura, e ofensiva, a súplica da mulher da Fenícia , ele aparentou racismo religioso. Era comum aos judeus chamarem os pagãos de cães por prestarem culto aos falsos deuses e pela corrupção dos costumes. Jesus amenizou a aspereza da palavra usando o diminutivo "cachorrinhos", animais de estimação que vivem dentro da casa dos donos.

A mulher não se intimidou e insistiu para que o Mestre fosse curar sua filha. Ele a atendeu. Essa mulher se tornou modelo de convicção, perseverança na oração, e confiança em Jesus. Sua insistência alcançou o que desejava. Jesus respeitou o processo de amadurecimento da fé.

2- Meditação (Caminho)


- O que a Palavra diz para mim? Há traços característicos na mulher cananeia que também nós podemos ter na busca de Jesus: 
determinação- sabe o que quer e vai ao encontro do Mestre.
Esperança - aguarda com paciência ser atendida.
Força de vontade - não se deixa vencer pela aparente recusa de Jesus.
Perseverança - a mulher persevera porque ama e crê: ama a filha e acredita em Jesus.
Pergunto-me agora: minha fé é robusta, como a desta mulher? Ou desisto com uma ofensa, uma espera, uma dificuldade?

3- Oração (Vida)


O que a Palavra me leva a dizer a Deus? 
Mestre Divino, muitos perdem a fé ao aparecer uma dificuldade, uma dor, uma demora. Pessoalmente, peço aumento de fé, sobretudo quando a situação está complicada e parece sem saída. Reze com a canção do Padre Zezinho, scj:

A Cananeia 
Filho de Davi, tem compaixão de mim
Alguém que eu amo padece
E esta prece eu vim fazerPelos lados de Tiro e de Sidon
Jesus foi levar paz e perdão
E encontrou um coração de mãe
Que fez apelo ao seu coração
Mas os seus não puderam compreender
A insistência da mulher na oração
E o Senhor valeu-se do momento
Para ensinar a humildade e o perdão
Dar aos cães o que é dos filhos não é bom,
Disse Jesus, mas ela não cedeu
Senhor, se me comparas a um cão,
O pedaço que cair no chão é meu
Pelos lados de Tiro e de Sidon
Jesus que empolgava as multidões
Sentiu palpitar seu coração
Pela humildade de um coração de mãe

4- Contemplação (Vida e Missão)


- Qual o meu novo olhar a partir da Palavra? Viverei o dia de hoje, à luz desta Palavra. 
Meus pensamentos e minhas atitudes serão iluminados 
"Pelo olhar de Deus a vigiar meu caminho,
Pelo ouvido de Deus a me escutar,
Pela Palavra de Deus em mim a falar,
Pela mão de Deus a me guardar,
Pelo caminho de Deus à minha frente. " (São Patrício)

Bênção


- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém. 
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém. 
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
Em nome do Pai...


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br