quarta-feira, 11 de junho de 2014

Evangelho do Dia - 11/06/2014

Ano A - DIA 11/06


A missão dos discípulo - Mt 10,7-13

“No vosso caminho, proclamai: ‘O Reino dos Céus está próximo’. Curai doentes, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expulsai demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar! Não leveis ouro, nem prata, nem dinheiro à cintura; nem sacola para o caminho, nem duas túnicas, nem sandálias, nem bastão, pois o trabalhador tem direito a seu sustento.Em qualquer cidade ou povoado onde entrardes, informai-vos para saber quem ali seja digno.Hospedai-vos com ele até a vossa partida. Ao entrardes na casa, saudai-a: se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; se ela não for digna, volte para vós a vossa paz.”


Leitura Orante

Oração Inicial


Começamos, rezando:
Deus Pai, Santo e eterno,
nós te agradecemos por chamar cada um de nós pelo nome.
Em ti vivemos, agimos e crescemos.
Rezamos pelos cristãos do mundo inteiro.
Faze que vivamos sempre mais na fé
e no amor que tu desejas.

1- Leitura (Verdade)


O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Mt 10,7-15
O anúncio proposto por Jesus é simples: “O reino do céu está perto”. As ações são claras: curar, ressuscitar, expulsar o mal. As atitudes são de gratuidade e pobreza. A saudação é de paz. Um detalhe: não se preocupar se alguma cidade ou algumas pessoas não os acolherem.

2- Meditação (Caminho)


O que o texto diz para mim, hoje?
Para compreender a identidade de Jesus Cristo, tenho que ter o coração humilde.
Os Bispos em Aparecida nos ajudaram a compreender melhor o chamado de Jesus: “O chamado que Jesus, o Mestre faz, implica numa grande novidade. Na antiguidade, os mestres convidavam seus discípulos a se vincular com algo transcendente e os mestres da Lei propunham a adesão à Lei de Moisés. Jesus convida a nos encontrar com Ele e a que nos vinculemos estreitamente a Ele porque é a fonte da vida (cf. Jo 15,1-5) e só Ele tem palavra de vida eterna (cf. Jo 6,68). Na convivência cotidiana com Jesus e na confrontação com os seguidores de outros mestres, os discípulos logo descobrem duas coisas originais no relacionamento com Jesus. Por um lado, não foram eles que escolheram seu mestre foi Cristo quem os escolheu. E por outro lado, eles não foram convocados para algo (purificar-se, aprender a Lei...), mas para Alguém, escolhidos para se vincular intimamente a sua pessoa (cf. Mc 1,17; 2,14). Jesus os escolheu para “que estivessem com Ele e para enviá-los a pregar” (Mc 3,14), para que o seguissem com a finalidade de “ser d’Ele” e fazer parte “dos seus” e participar de sua missão. O discípulo experimenta que a vinculação íntima com Jesus no grupo dos seus é participação da Vida saída das entranhas do Pai, é se formar para assumir seu estilo de vida e suas motivações (cf. Lc 6,40b), viver seu destino e assumir sua missão de fazer novas todas as coisas.” (DAp 131).

3- Oração (Vida)


O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo com a oração:
Senhor,
difunde sobre nós o teu Espírito para que
sigamos sempre mais de perto Jesus Cristo
e possamos dar testemunho da nossa vida cristã. Que possamos reconhecer e servir Cristo
naqueles que sofrem e passam necessidade.
Faze de nós tua morada.
Ó Deus, com a fecundidade do teu Espírito animaste a vida e
a missão dos primeiros discípulos e discípulas de Jesus.
Ilumina com o mesmo Espírito os nossos corações,
e acende neles o fogo do teu amor, 
para que sejamos testemunhas da tua Ressurreição.
Amém! 

4- Contemplação (Vida e Missão)


Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Procurarei descobrir o meu chamado para “ser d’Ele” – de Jesus - e fazer parte “dos seus”, para que todos sejam um.

Bênção


- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br