sábado, 7 de junho de 2014

Evangelho do Dia - 07/06/2014

Ano A - DIA 07/06


Jesus e o outro discípulo. - Jo 21,20-25

Voltando-se, Pedro viu que também o seguia o discípulo que Jesus mais amava, aquele que na ceia se tinha inclinado sobre seu peito e perguntado: “Senhor, quem é que vai te entregar?” Quando Pedro viu aquele discípulo, perguntou a Jesus: “E este, Senhor?” Jesus respondeu: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa? Tu, segue-me”. Então, correu entre os discípulos a notícia de que aquele discípulo não morreria, mas apenas: Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa? Este é o discípulo que dá testemunho destas coisas e as pôs por escrito. Nós sabemos que seu testemunho é verdadeiro. Ora, Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se todas elas fossem escritas uma por uma, creio que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que seria preciso escrever.


Leitura Orante

Oração Inicial


Preparo-me, com todos os internautas, para a Leitura Orante, 
recordando o que disse Bento XVI:
“A oração é o caminho silencioso que nos conduz diretamente ao coração de Deus; 
é o respiro da alma que nos doa paz nas tempestades da vida”. 
Assim invoco o Espírito:
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.

1- Leitura (Verdade)


O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Jo 21,20-25, e observo pessoas, palavras, relações. Neste texto que é o final do Evangelho de João, é recordado o discípulo amado – João – como modelo dos seguidores de Jesus. O discípulo amado é aquele que também ama e, por amar, conduz as pessoas a Jesus.

2- Meditação (Caminho)


O que o texto diz para mim, hoje?
Posso me comparar a João? Amo a Jesus e levo outras pessoas por este mesmo caminho?
Disseram os bispos em Aparecida: "O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identificanos com Jesus-Caminho, abrindo-nos a seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade, ensinando-nos a renunciar a nossas mentiras e ambições pessoais; e nos identifica com Jesus-Vida, permitindo-nos abraçar seu plano de amor e nos entregar para que outros “tenham vida nEle”.(DAp 137. )

3- Oração (Vida)


O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, e concluo com a Oração da Unidade:
Pai Nosso que estais nos céus.... e ao Espírito Santo:

Ao Espírito Santo ( pedindo-lhe os dons)

Ó Espírito Santo,
por intercessão da Rainha de Pentecostes,

cura a minha mente da irreflexão, ignorância, carências,
dureza, prejuízos, erros, perversões,
e concebe em mim a Sabedoria de Jesus- Verdade em tudo.

Cura a minha sensibilidade da indiferença, desconfiança
e más inclinações, paixões, sentimentos, afetos,
e concebe os gostos, sentimentos, inclinações de Jesus-Vida, em tudo.

Cura a minha vontade da inércia, superficialidade,
inconstância, inveja, obstinação, maus costumes,
e concebe Jesus Cristo-Caminho em mim.

Eleva divinamente em mim: a inteligência com o dom do Intelecto,
a sabedoria com o dom da Sabedoria,
a ciência com o a Ciência,
a prudência com o Conselho,
a justiça com a Piedade,
e Fortaleza com o dom da Força Espiritual,
a temperança com Temor de Deus.

4- Contemplação (Vida e Missão)


Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é aquele sugerido pelos Bispos da América Latina: “O compromisso missionário de toda a comunidade. Ela sai ao encontro dos afastados, interessa-se por sua situação, a fim de reencantá-los com a Igreja e convidá-los a novamente se envolverem com ela.” (DAp 226,d).

Bênção


Que Deus todo poderoso repouse sobre teus ombros
e proteja todos os teus passos.
Que o Filho de Maria habite em teu coração
e que o Espírito Santo se derrame sobre ti.


Irmã Patrícia Silva, fsp
patricia.silva@paulinas.com.br