sábado, 12 de julho de 2014

Teste sua Coragem baseada no Evangelho de hoje (Mt 10,24-33)


Teste sua Coragem
Baseado no Evangelho de hoje, vou propor algumas situações e gostaria que você pensasse em como você se sentiria em cada uma.

1ª Situação: Você está sendo convidado para falar sobre Jesus em uma reunião do seu grupo da igreja, com 10 a 15 pessoas que participam das missas, do seu grupo de oração, e que você só encontra na igreja
.
2ª Situação: Você está sendo convidado para falar sobre Jesus para pessoas que você não conhece, em uma escola de ensino médio, com adolescentes de 11 a 16 anos, dos quais a maioria nunca teve contato com a igreja, e além disso ironizam e escarnecem de quem toca nesse assunto, entre os seus próprios colegas.

3ª Situação: Você percebe que o seu ambiente de trabalho precisa melhorar o clima, a relação inter-pessoal, e sente falta de Deus nas pessoas. Você sabe o que está faltando, tem a solução, mas sabe que vai encontrar resistência de um lado, e apoio de outro. E no desenrolar do assunto, a sua própria posição pode ser ameaçada e a sua imagem denegrida.

4ª Situação: Você está sendo convidado a falar sobre Jesus na sua casa, com a sua família. Sabendo que, dependendo da forma que abordar o assunto, poderá passar por ridículo (e receber o deboche ou a indiferença), ou poderá encontrar abertura (e começar um tempo de graça no seu lar).
Você já passou por quantas situações assim? Eu sei... Muitas, muitas, muuuitas!!! E quantas vezes você sentiu receio em situações assim? Eu posso responder por você... QUASE TODAS AS VEZES. Talvez a primeira situação seja muito fácil. É muito fácil falar de Jesus na igreja. Mas as outras situações são bastante desafiadoras! Entre os amigos de colégio, ninguém quer ser excluído dos grupinhos, e para isso têm que se adequar às regras do grupo que quer integrar. No trabalho, quem não tem medo de ser estereotipado? A regra que vale na maior parte do mundo dos negócios é não misturar trabalho com religião. E em casa, para muitos, é ainda mais difícil... No ambiente de casa, cada um se julga profundo conhecedor da vida do outro (principalmente os mais velhos em relação aos mais novos). Em casa, cada um se mostra como é de verdade, e defeitos como o orgulho, a competição e a impaciência são capazes de criar uma casca dura em torno de um frágil coração.
É sabendo disso que Jesus diz no Evangelho de hoje: "Não tenhais medo!" Na época dEle, os discípulos poderiam ser condenados à morte só por falar em Jesus. Hoje, não chegamos a ser ameaçados de morte, mas somos ameaçados de exclusão. E é pelo medo de exclusão que tantas vezes evitamos falar de Deus. Repare se não é isso o máximo que pode acontecer: você ser excluído de um grupo. Até mesmo da própria família! Jesus já dizia: "Filhos vão se voltar contra os pais, e pais vão se voltar contra os filhos, por causa de mim!" E diante dessa possibilidade, o que você prefere? Ficar do lado de Jesus e correr todos os riscos? Ou omitir Jesus para poder continuar fazendo parte do grupo?
"Todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus." (Mt 10,32-33)

Jailson Ferreira
jailsonfisio@hotmail.com
Fonte: www.reflexaoliturgiadiaria.blogspot.com