quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

SANTO DO DIA - 04/02

04/02
Santa Joana de Valois
Filha do rei Luís XI, da França, e de Carlota de Sabóia, nasceu em 1464, para grande desilusão do pai, que queria um homem. Com 26 dias de vida foi prometida em casamento ao primo Luís de Orléans, de 2 anos. Feia e coxa, com 5 anos foi fechada num castelo, onde o seu maior prazer era conversar com Nossa Senhora. Apesar da oposição da mãe de Luís de Orléans, o rei impôs o casamento, que foi celebrado em 1476, quando ela tinha apenas 12 anos, Foi um casamento político. O marido não quis consumar o casamento nem com ela conviveu.

Em 1498, Luís de Orléans torna-se o rei Luís XII e deseja livrar-se do vínculo matrimonial que era um peso para ele desde os 22 anos, para poder casar-se com a viúva de seu antecessor Carlos VIII. Foi feito o processo canônico para a declaração de nulidade do seu casamento, contra o qual ela protestou inutilmente, porque o casamento foi declarado nulo, e ela, então, agradeceu a Deus por isso. Nesse mesmo ano tornou-se a duquesa de Berry, ingressando na cidade de Bourges, onde iniciou uma vida de mortificações corporais e de generosidade sem limites, administrando o seu ducado com sabedoria, fazendo reinar a justiça. A peste que apareceu nos anos de 1499 e 1500 lhe permitiu mostrar a grande dimensão de sua caridade e coragem. Ocupou-se em aumentar os salários dos operários, coisa rara para a época. Mas a grande obra de sua vida foi a fundação da Ordem da Anunciação, sob a regra franciscana das clarissas. O seu ex-marido, ora rei, aprovou a obra de "sua caríssima e amantíssima prima Joana de França, duquesa de Berry", em 1503, tomando o convento sob a sua prateção. Ela mesmo fez a sua profissão a título privado, permanecendo no mundo fiel ao seu soberano. Atacada de grave doença em 22 de janeiro de 1505, fez murar a porta de comunicação que tinha com o mundo. Perdeu a fala em 2 de fevereiro e morreu dois dias depois. Sobre o seu túmulo florescem os milagres, atestando a virtude e santidade da disforme e coxa filha do rei Luís XI de França.
São João de Brito
O Santo deste dia , São João de Brito, nasceu em Lisboa em 1647 e era filho de Salvador de Brito Pereira, que chegou a ser governador do nosso Rio de Janeiro. De nobre família, João fisicamente era desde pequeno muito doente, porém isto não impediu que o jovem aplicado aos estudos e inteligente conseguisse corresponder ao chamado de Deus ao Sacerdócio.
São João de Brito entrou na Companhia de Jesus ;estudou em Coimbra e só terminou sua formação nas missões da Índia . O Santo de hoje foi sempre muito penitente, tanto assim que vestia roupas pobres, dormia no chão; e já depois de Ordenado sacerdote ,São João suportava o inchaço dos pés nas longas caminhadas.
São João de Brito era alegre, educado e pobre ; carregava consigo apenas a Bíblia, breviário e um livro de evangelização. Desta maneira partia com santidade para anunciar Evangelho de maneira encarnada na realidade e língua do povo hindu , e muitas vezes era perseguido e até torturado.
Certa vez São João viajou para Portugal a fim de tratar das missões da Índia e quando voltou encontrou igrejas queimadas, casas de cristãos saqueadas, tudo isto devido uma rebelião de religiosos hindus que não queriam saber do Deus verdadeiro.
Por conseqüência da sede pela salvação das almas São João Brito, em 1693 foi preso, levado para uma colina , onde depois de rezar se entregou sorridentes nas mãos dos loucos , cruéis que cortaram sua cabeça, mutilaram suas mãos e pés e colocaram o corpo do mártir num poste como alimento para aves.