quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Mistérios da Luz

 A meditação dos Mistérios da Luz permite ao Católico ver, com os olhos da alma:
No Primeiro Mistério, o batismo de Nosso Senhor Jesus Cristo por João Batista nas águas do Rio Jordão.
“E que alma, tão escura, que ouvindo a voz de São João Batista clamar no deserto –‘Eis o Cordeiro de Deus, eis Aquele que tira os pecados do mundo’ e ouvindo a voz do Senhor – ‘Eis o meu Filho amado’, não queira ser tão cristalina quanto àquelas águas?”
No Segundo Mistério, a autorrevelação de Nosso Senhor Jesus Cristo nas Bodas de Caná.
“E que alma, tão acostumada com a escuridão, que vendo a conversão da água em vinho, não queira só confiar na Providência Divina, que tudo pode e transforma?”
No Terceiro Mistério, Nosso Senhor Jesus Cristo anunciando o Reino de Deus às multidões da Terra.
“E que alma, tão amante das trevas, que ouvindo o anúncio do Reino de Deus, pelo próprio Deus, Vivo, Uno e Trino, não queira se arrepender e converter?”
No Quarto Mistério, a transfiguração de Nosso Senhor Jesus Cristo.
“E que alma, tão contrária à luz, que vendo a verdadeira face do Filho e ouvindo a voz do Pai – ‘Eis o meu Filho amado, escutai-o’, não queira amar, ouvir e seguir os seus mandamentos?”
No Quinto Mistério, a instituição da Eucaristia por Nosso Senhor Jesus Cristo na Santa Ceia.
“E que alma, tão pouco cristã, que diante do pão e do vinho, Corpo e Sangue de Jesus Cristo, não queira ter gravada para sempre na memória a lembrança de um Deus de amor, cuja única coisa que nos pede é que nos lembremos Dele?”

* VIEIRA, Antônio. Sermões. Porto: Ed. Lello & Irmão, 1951, Obras-Primas da Literatura Portuguesa [15 vols.].